CNN Prime Time precisa ajustar texto para se adaptar à dupla veiculação; Ponto Final é programa típico de rádio

Por Rodney Brocanelli

Nesta segunda (09) tivemos duas estreias importantes no que diz respeito ao segmento de rádios jornalísticas. A CBN colocou no ar o Ponto Final CBN, com apresentação de Rodrigo Bocardi e Carolina Morand. Por sua vez, o projeto de rádio da CNN Brasil em parceria com a Rede Transamérica resolveu colocar no dial uma novidade da televisão: o CNN Prime Time, com a apresentação de Marcio Gomes.

Algo em comum entre as duas novidades, é que nomes da televisão serão utilizados para alavancar a audiência desses projetos. Bocardi é um nome conhecido da TV Globo, e hoje comanda o Bom Dia São Paulo. Marcio Gomes estava na mesma Globo até há bem pouco tempo, ganhando destaque na cobertura que a emissora fez aos acontecimentos relacionados à pandemia do Covid-19.

No entanto, existem diferenças e muito acentuadas. O Ponto Final é um programa típico de rádio. Embora tenha a retransmissão via redes sociais com imagem do estúdio, ele foi pensado para ser um programa de rádio. Já o CNN Prime Time é um programa de televisão veiculado no rádio. 

Houve até um certo esforço por parte do Prime Time em não deixar perdido o ouvinte exclusivo do rádio.  Quem acompanhou pela televisão, viu que a escalada foi feita de forma gravada por Marcio Gomes em plena Av. Paulista, endereço-sede da CNN Brasil.  Esse trecho não foi veiculado pelo rádio. Porém, logo que os dois veículos se conectaram, foi possível ouvir Marcio dizendo “esse é o nosso estúdio”. Durante o andamento do noticioso, outros pequenos deslizes aconteceram. Ao noticiar os recentes acontecimentos no Amapá, Gomes disse “As imagens de protesto são impressionantes”.

Mais adiante, o repórter Renan Fiúza fez uma entrada ao vivo diretamente da 1ª zona eleitoral da cidade de São Paulo a fim de falar sobre os preparativos para as eleições do próximo final de semana. Foram mostradas as urnas e cartões de memória. Entretanto, a descrição usou termos para quem estava assistindo à televisão: “Como dá pra ver ali”, por exemplo. Os que acompanharam a estreia do CNN Prime Time apenas pelo rádio (caso de quem está no trânsito, voltando pra casa) tiveram de usar a imaginação.

Um grande problema verificado nessa estreia foi que a transmissão do jornal teve de ser interrompida para a veiculação das inserções dos anúncios relacionados à propaganda política, isso ao menos na Transamérica de São Paulo, que opera nos 100,1Mhz.

Apesar de tudo isso que foi relatado acima, o programa tem muitas qualidades. Seu dinamismo casa muito bem com o rádio . Será necessário apenas fazer um ajuste no texto e nos improvisos para adaptar e casar a linguagem de dois veículos simultâneos.

O Ponto Final CBN teve uma participação: William Bonner. Ele entrou pelo telefone não só para saudar a estreia de Bocardi, mas para antecipar também alguns assuntos abordados no Jornal Nacional, com direito até a trilha sonora de fundo. Carolina Morand, co-apresentadora da atração, aproveitou até para influenciar na escolha da gravata usada por Bonner na edição desta noite.

Os dois programas chegam forte na briga pela audiência do radiojornalismo, naquele que é considerado o seu segundo horário nobre, o fim de tarde.  Já estão nesse páreo o Bastidores do Poder, da Bandeirantes, Os Pingos nos Is, da Jovem Pan e o É da Coisa, da Band News FM.

   

Marcio Gomes estreia nesta segunda-feira como âncora do “CNN Prime Time” na TV e CNN Rádio

Nesta segunda-feira, dia 9, às 18h, o jornalista Marcio Gomes inicia sua trajetória à frente do programa “CNN Prime Time”, telejornal que tem nome e formato inspirado no “Cuomo Prime Time”, sucesso da CNN americana apresentado por Chris Cuomo.

Após 21 anos no ar na Rede Globo, o jornalista estará ao vivo, de segunda a sexta-feira, simultaneamente na TV paga, no canal 577 das principais operadoras do País, e na CNN Rádio, em parceria com a Rede Transamérica que leva o conteúdo do maior canal de notícias do mundo para 196 cidades brasileiras, com população potencial de 55 milhões de pessoas.

O novo jornalístico vai abordar os fatos mais importantes do dia no Brasil e no mundo, com repórteres espalhados pelas principais capitais do País, EUA e Europa.

Dinâmico e com informações precisas, o “CNN Prime Time” também vai trazer as notícias mais importantes de Brasília – com a análise clara e objetiva dos comentaristas políticos do canal.

O telejornal vai abordar, ainda, o fechamento do mercado financeiro e os assuntos econômicos que mexem com o bolso do brasileiro; além de aprofundar – com a visão de especialistas – os avanços da medicina no combate ao coronavírus.

Prestes a completar 50 anos de idade, Marcio Gomes, um dos jornalistas de maior credibilidade do País formou-se em Jornalismo, em 1992, pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) do Rio de Janeiro. Apesar de ter nascido e estudado na capital fluminense, ele começou a carreira na TV Globo em São Paulo. Em duas décadas de empresa, foi repórter, âncora do canal de notícias do grupo, apresentador de programas nacionais e correspondente internacional em Tóquio, no Japão.

Na TV Globo, Marcio Gomes apresentou todos os telejornais diários da emissora: ‘Jornal Nacional’, ‘Bom Dia Brasil’, as duas edições locais de São Paulo e Rio, ‘Jornal Hoje’ e ‘Jornal da Globo’.

O programa “CNN Prime Time” vai ao ar de segunda a sexta-feira, ao vivo, das 18h às 19h30.

Na TV, o telejornal estará no canal 577 das principais operadoras do Brasil; e na CNN Rádio para São Paulo (100,1 FM), Rio de Janeiro (101,3 FM), Belo Horizonte (88,7 FM), Curitiba (100,3 FM), Brasília (100,1 FM), Salvador (100,1 FM) e Recife (92,7 FM), além de mais 20 afiliadas em todo o Brasil.